22/02/2019

Seu filho reclamou? Não ignore. O desconforto também acontece com as crianças

Ao contrário dos adultos, as dores na coluna vertebral de crianças são raras e devem ser sempre avaliadas pelo médico ortopedista

Informe publicitário

Mochila pesada, muitas horas no sofá em frente à TV, má postura na carteira da escola. O resultado não poderia ser diferente: seu filho reclama de dor nas costas. O problema, assim como outros que fazem parte da vida moderna, já não é mais exclusividade dos adultos e a incidência entre os pequenos só aumenta.

A solução seria, então, investir em atividades físicas? Nem tanto. Como tudo o que é demais faz mal, se o seu filho pratica diversos esportes também pode sofrer com o sintoma. O mesmo acontece se tiver a agenda cheia. Isso porque o excesso de exercícios físicos e o estresse sobrecarregam a musculatura, provocando a dor nas costas. A boa notícia é que, em geral, na infância, o problema é mais fácil de tratar e, principalmente, de evitar.

Escoliose em crianças é muito comum hoje em dia. Esta doença rara faz com os pequenos sintam dores e sofram deformações no corpo. Além disso, essa curva anormal em toda a região das costas faz com que as crianças não consigam manter uma postura completamente reta. A escoliose em crianças geralmente tem causa desconhecida. Este tipo de escoliose é chamado de idiopática. É o mais comum e é classificado de acordo com a idade.

Na cifose fixa, as crianças não conseguem endireitar a coluna vertebral porque diversas vértebras na parte superior das costas têm forma de cunha em vez de retangular. Em geral, três ou mais vértebras estão afetadas. Em casos raros, bebês nascem com cifose fixa, mas ela se desenvolve mais comumente mais tarde na vida, em geral na adolescência.  A cifose com frequência não causa nenhum sintoma.

Às vezes se desenvolvem dores brandas, mas persistentes, nas costas. A cifose pode ser notada somente porque altera a aparência do corpo. Os ombros podem parecer arredondados. A parte superior da coluna vertebral pode parecer mais curvada do que o normal ou pode se observar uma corcunda.

Tanto a lordose quanto a cifose são curvaturas normais da coluna vertebral. A diferença está no formato da curva. No primeiro caso, o desvio é para dentro (anterior), e no segundo, a projeção é para fora (posterior). Também é possível diferenciar essas curvaturas de acordo com sua localização. A lordose está situada na parte de baixo da coluna, próximo ao abdômen, e na região do pescoço.

Já a cifose compreende a parte de cima, próximo ao tórax, além da região do cóccix. Ao contrário da lordose, que se desenvolve após o nascimento, a cifose surge ainda no período embrionário. Em situações de alteração nessa curvatura, há um aumento anormal do desvio posterior, formando a famosa “corcunda”.

Marque uma consulta médica se perceber que seu filho tem uma postura errada inevitável, principalmente se notar uma curvatura nas costas. As condições devem ser avaliadas para determinar se existe um problema médico e qual a gravidade do caso.

Dr. Giancarlo Salvati CRM: 66419-SP,  Ortopedista e traumatologista

Se interessou pelo tratamento? Agende sua consulta no Centro Médico de Artur Nogueira.

Centro Médico

Centro Médico é referência na cidade de Artur Nogueira há 25 anos, atendendo em 23 especialidades, com diversos tipos de terapias personalizadas e um ambiente feito especialmente para a recuperação do paciente.

Centro Médico está localizado na  Rua Araras, 439, Jardim Blumenau – Artur Nogueira/SP.  Telefones: (19) 3827-4046 e (19) 3827-3412 ou (19) 99859-6566.

O Clínica possui uma unidade em Cosmópolis, localizada na Rua Max Hergert, 950 – Jardim Bela Vista III, Cosmópolis/SP. Telefones: (19) 3812-1862/ 3812-2919 ou whatsapp (19) 9989-5500.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.