01/05/2018

RMC exibe saldo positivo em nível empregatício em 2018

Dados avaliados são da pesquisa feita pela Associação Comercial e Industrial de Campinas

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) exibiu saldo positivo no nível de empregatício, de acordo com dados de uma pesquisa feita pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic). O dados comparam os mesmos períodos do ano de 2017 com o de 2018.

A RMC demonstrou crescimento de 588%, um total de 2.426 vagas de emprego geradas. Ainda nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, foram criadas 4.254 vagas de emprego, enquanto nos mesmos meses do ano passado somente 2.474 oportunidades surgiram. Isso corresponde a um aumento de 71,95%.

Crédito: Shutterstock

Alguns setores da economia atrapalharam a recuperação da região. A indústria, o comércio e a construção civil eliminaram 1.067 vagas de emprego. Já os setores de serviços, a administração pública e a agropecuária, geraram respectivamente, 2.061, 119, 114 e 648 contratações. De acordo o economista da Acic, Laerte Martins o resultando ainda é uma avaliação positiva para a Região Metropolitana de Campinas.

Os que mais fizeram contratações foram Campinas (SP), Americana (SP) e Indaiatuba (SP) totalizando 2.872 vagas preenchidas. A cidade com maior crescimento foi Paulínia (SP), que gerou 161 vagas no ano passado e agora teve 819 vagas trabalho geradas. Americana (SP) teve um crescimento de 327,2%. Em dois meses foram criados 169 empregos, que ficou positivo em 722 vagas. Hortolândia (SP), que teve saldo negativo em 2017 subiu 566,7% neste ano criando 350 empregos.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) demonstra que foram criadas 56.151 vagas de emprego no Brasil, 188% a mais no mesmo período de 2017. A RMC teve papel fundamental no aumento dos índices do restante do Brasil.

………………………………..

O Portal N60 oferece notícias curtas e objetivas para serem lidas em até 60 segundos. Clique AQUI, curta a fanpage e fique por dentro dos principais fatos da nossa região.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.