18/11/2019

Limeira promove evento que celebra Dia da Consciência Negra

O evento terá atividades para resgatar e valorizar a cultura afro-brasileira e africana, a partir das 8h30 na biblioteca e no palco do Parque Cidade

A Biblioteca Pedagógica, da Secretaria de Educação de Limeira, promoverá um evento literário em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro (quarta-feira). Como a data é feriado, o evento acontecerá na terça-feira (19), na biblioteca e no palco do Parque Cidade. Participarão 890 alunos das escolas municipais que fazem parte dos projetos de leitura literária da Biblioteca Pedagógica. Haverá lanche, pipoca e algodão-doce para as crianças.

O evento terá uma programação de atividades para resgatar e valorizar a cultura afro-brasileira e africana, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. Na abertura da parte da manhã, às 8h30, acontecerá a apresentação de dança “Identidade” (música de Jorge Amado), com os alunos da Emeief Maria Ap. Machado Julianelli, no palco do Parque Cidade. Já na abertura das 13h30, haverá a apresentação de dança “Maculelê”, com os alunos da Emeief Prof. Noedir Tadeu Santini.

Às 9h e às 14h, os alunos participarão de oficinas temáticas: Menina Bonita do Laço de Fita (com base no livro de Ana Maria Machado); bonecas Abayomi; brincadeiras africanas; tranças; artesanato; dança maculelê; personalidades africanas; pintura do Baobá: árvore africana; colares; e jogos africanos. Segundo a bibliotecária Taciana Lefcadito Alvares, o objetivo é ampliar o conhecimento dos alunos sobre os conteúdos referentes ao ensino de história e cultura afro-brasileira e africana e das relações étnico-raciais por meio de atividades e oficinas culturais que possibilitem o aprendizado sobre a cultura brasileira e sua diversidade.

Uma exposição também integra a celebração da data pela Biblioteca Pedagógica. De 18 a 30 de novembro, estarão expostos projetos escolares da Emeief Prof. Noedir Tadeu Santini, com o tema “Família: trabalhando contos africanos”; da Emeief Prof. José Justino Castilho, com o tema “Conhecendo o mundo africano”; e do Ceief Governador Mário Covas, com o tema “Filosofia”. Os trabalhos ficarão expostos no hall da Secretaria de Educação, no Parque Cidade.

O Dia da Consciência Negra foi criado em 2003, pela Lei 10.639/03, que incluiu o tema de história e cultura afro-brasileira na rede de ensino e a data no calendário escolar. Posteriormente, em 2011, a data ganhou uma legislação própria, a Lei 12.519/11, instituindo o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, data da morte Zumbi dos Palmares, que lutou pelo fim da escravidão no Brasil.

………………………………..

O Portal N60 oferece notícias curtas e objetivas para serem lidas em até 60 segundos. Clique AQUI, curta a fanpage e fique por dentro dos principais fatos da nossa região.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.