06/01/2019

Estudante de Campinas desenvolve canudo biodegradável

Projeto chancelou participação da jovem na Expo Science International 2019 em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes

Letícia Leme

A estudante de 16 anos, Maria Penacchin, desenvolveu no laboratório de sua escola um canudo biodegradável a partir de amido de inhame. O projeto visa substituir um artefato que, uma vez produzido por plástico, traz sérios danos ao meio ambiente.

Presente no dia-a-dia da população, o famoso “canudinho” se tornou pauta em 2018 quando passou a ser considerado um dos grandes vilões do Meio Ambiente. Esse rótulo se deu devido ao impacto negativo causado por ele ao ser descartado, já que representa 4 % de todo lixo plástico do mundo e os materiais que o compõe, polipropileno e poliestireno, podem levar até mil anos para se decompor.

Mas sua composição nem sempre envolveu o plástico. Até 1950, a ideia original, patenteada pelo americano Marvin Stone, trazia a palha como matéria prima principal, tanto que em Portugal ele recebe o nome de “Palhinha”.

Ficou claro que o maior problema dos canudinhos é sua composição. Pensando nisso, a estudante Maria Penacchin, de 16 anos, no laboratório do Colégio Estadual Culto à Ciência, em Campinas (SP), desenvolveu um canudo biodegradável,  à base de inhame, que não traz nenhum dano ambiental e pode ser ingerido.

Maria conta que o projeto está em processo de aperfeiçoamento e em parceria com um doutor em Química da Unicamp, tem se empenhado em testes mais específicos. “Continuo fazendo testes em casa também e aprimorando cada resultado que obtenho”, relata.

Seu prêmio mais recente foi a primeira colocação na categoria de biológicas da Mostra de Ciências e Tecnologia 3M de 2018. Além de primeiro lugar na Categoria de Meio Ambiente na Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia realizada em Setembro em Recife (PE), que também a garantiu credencial para que em 2019, possa participar da Expo Science International em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, e da Feira Febrace em São Paulo.

Maria conclui que pretende finalizar a parte da pesquisa obtendo resposta para inúmeras hipóteses que ainda tem em volta do tema. O projeto da estudante, intitulado Biocanudo, tem despertado o interesse da comunidade científica. Para saber mais sobre a iniciativa acompanhe o instagram do projeto.

………………………………..

O Portal N60 oferece notícias curtas e objetivas para serem lidas em até 60 segundos. Clique AQUI, curta a fanpage e fique por dentro dos principais fatos da nossa região.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.